Um treino de luxo, no mínimo, inesquecível | Meia Maratona do Rio de Janeiro

São duas e meia da manhã e o meu despertador acabou de tocar! O clima da Rio Run Market foi capaz de me fazer transbordar sentimentos que chegaram a me fazer pensar na possibilidade de retirar o kit laranja numa próxima oportunidade, mas, alguns instantes depois, respirei, voltei atrás e decidi que verde seria a minha cor! Preciso caprichar na vaselina, senão, com certeza, essa blusa vai me assar! Não posso esquecer do protetor solar e muito menos do creme para bolhas e calos! Que saco! Esse rabo de cavalo não está ficando legal hoje. Melhor levar outra xuxinha, imagina se essa arrebenta no meio da prova? 

Vou tomar um café da manhã rápido e sem novidades, como a nutri me aconselhou. Ai, ai.. Ter tagarelado um pouco com o Márcio Villar, me fez aprender, através de uma dedicatória e da sua maneira de desafiar limites, que "quando fazemos o que amamos, nada é impossível" e que a rodagem é algo imprescindível para completar bem os vinteum quilômetros da Meia de Buenos Aires - algo que o meu coach sempre me disse! Se eu não tivesse esbarrado com o Celso, leia-se com o meu Walt Disney das corridas, ainda estaria dormindo e só correria os 6 quilômetros da Family Run, óbvio que eu não encararia a Meia Maratona do Rio de Janeiro como um treino de luxo se ele não tivesse me dito que, em decorrência dos meus treinos para a Meia de Bue, eu já estou preparada para correr vinteum quilômetros. 

São quatro da manhã e estou a caminho da Praia do Pepê, na Barra, onde será a largada da Meia. Tem muita gente bêbada na rua com coragem de me dizer que tenho muita disposição.. Vinte minutos de Copacabana até aqui. Cheguei, quer dizer, o meu dia chegou! Agora o dia já amanheceu e só faltam quarenta e cinco minutos para a largada. Quanta gente! 

Largada dada. Já estou subindo o Elevado do Joá e, bem que me falaram, essa subida é tranquila. Como pode ser ainda mais bonito passar por aqui correndo? Estou arrepiada! Algumas lágrimas caíram, mas preciso deixar para chorar só depois da chegada, porque já não estou conseguindo respirar direito. Ainda tem muito asfalto pela frente! Que paz! Vou chegar em casa e me inscrever para a próximo prova! O Garmin de alguém apitou, já se foram sete quilômetros, será que os outros 14 quilômetros vão ser por aqui? Afinal, a Av. Niemeyer não tem fim! A-ca-ba logo.. Não vejo a hora de chegar ao Leblon, a Ipanema e de admirar a pedra do Arpoador.. Cada metro daqui tem uma história  Metade da prova já foi e eu já estou muito grata! E essas pessoas incentivando por simplesmente incentivar? Espero que meu sorriso seja uma boa recompensa! 

Copacabana. Minhas primeiras corridas tiveram percursos que passaram por aqui! Há um ano, meu sonho era completar cinco quilômetros em menos de 30 minutos e estou prestes a completar meus primeiros vinteum quilômetros, por mais que seja um treino de luxo. Tô começando a ficar cansada. Tem uma dor me incomodando muito nas minhas costas.. Sério, está doendo muito, mas essa dor não vai me fazer andar! Eu estou conseguindo e eu vou conseguir. Vou gritar para tentar esquecer essa dor bizarra! Impossível esquecer.. Preciso lembrar que sou do tamanho dos meus sonhos! Estou muito grata por já estar chegando em Botafogo e agora falta pouco! 

Essa prova parece estar passando muito, muito mais depressa! Já estou no quilômetro dezenove! Não importa mais minha dor nas costas. Meu namorado veio me acompanhar, só de vê-lo já tenho um estímulo a mais. Preciso perguntar se já está chegando. Não consigo enxergar o pórtico! Eu sei, amor, eu vou conseguir! Obrigada por estar ao meu lado! Último quilômetro e todos os quilômetros que já percorri na vida estão passando pela minha cabeça. Sprint final só por que eu preciso acabar logo essa prova!

Estou chorando e não vou parar! Meu Deus, obrigada por sentir essa sensação tão singular! Sério, inexplicável. Quero pegar minha medalha e sair daqui correndo para abraçar todo mundo que tornou isso possível. Acabaram de me lembrar que, a partir de agora, sou meia-maratonista e, de acordo com Bill Bowerman, "se você conseguir achar um significado para cada treino seu, talvez você seja capaz de achar um outro significado para um outro passatempo absurdo: a vida". 

Blog Zerovinteum | Um beijo, Dani Germano
Dani GermanoComment