Precisamos conversar sobre o tênis que te acompanha nas corridas!

Algo chamou loucamente a minha atenção durante a viagem pra Bue e voltei pensando muito nisso. A minha cabeça ficava martelando: "Existe pouquíssimo acesso a informação sobre corrida na Argentina ou os hermanos são mais difíceis de se deixar influenciar e preferem ser donos dos próprios narizes e apertão aquele botão que a gente vive querendo apertar".

Não sei se foi por causa do número maçante de adeptos a corrida de rua ou por ter tido a oportunidade de ir pra Bue contando com o apoio da adidas para encher #Buecom3listras, mas, sem dúvidas, essa foi a viagem em que mais prestei atenção no que estavam nos pés de cada pessoa que passava por mim correndo. Diga-se de passagem, também foi a viagem em que mais cruzei com pessoas correndo por todo e qualquer lugar. Como vocês devem saber ou simplesmente imaginar, os produtos chegam na Argentina muito depois de lançarem por aqui. O Ultra Boost Uncaged, por exemplo, ainda nem mostrou sua silhueta por lá – preciso dizer que foi engraçadíssimo correr ao lado dos hermanos com ele nos pés. Era bem louco perceber eles se cutucando e mostrando o que estava nos – aos – meus pés. O Ultra Boost, apesar de estar disponível somente em cores que já são bem antigas por aqui, está à venda em toda e qualquer loja da adidas ou nas multimarcas ma-ra-vi-lho-sas, que o Brasil está bem longe de ter – Bue, tão atrasada em algumas coisas e tão a frente em outras. Claro, outros modelos igualmente incríveis também estão à venda por lá, mas parece que ter acesso a tecnologias incríveis não basta.

Fiquei bem chocada com a quantidade de gente correndo com tênis que são vendidos pela própria internet na aba “casual”, "para sair” ou "lifestyle". Na própria Carrera Montagne, esbarrei com um senhor completando os #quinzek calçando um belo par de Nike Air Max, exposto em todas as lojas da Nike pelo mundo como "lifestyle". Hoje dei uma volta na Lagoa e vi um cara correndo com um New Balance 500 e alguma coisa – vendido na aba lifestyle do site da NB. Me dei conta de que esse não é um problema exclusivo da Argentina, que, com certeza, assim como acontece por aqui, existe informações aos montes sobre a importância de correr com um tênis para fabricado com esse fim. Também sei que, há um tempo, a Nike mudou o nome do modelo Roshe Run, porque a galera comprava o tênis para correr, apesar dele sempre estar exposto como “casual”.

Enfim, eu sei o quanto os tênis para correr são caros. Eu mesma, quando decidi correr, entrei na loja e falei: “eu quero o tênis mais barato para correr!”, mas, talvez, tenha dado sorte de encontrar um vendedor que sabia exatamente o que significa “para correr" e, assim, o meu primeiro tênis foi um Pegasus 30 – um dos meus tênis preferidos até hoje. Sinto que nem todo mundo dá essa sorte e, por isso, me senti praticamente obrigada a dizer que usar o tênis certo para fazer atividade física é ferozmente importante e pode previnir lesões e uma infinidade de outros problemas ortopédicos. Um tênis sem amortecimento adequado, por exemplo, acaba por sobrecarregar as articulações do joelho e do quadril e o mesmo pode acontecer se a finalidade do tênis não for a mesma da atividade física.


Dani GermanoComment